Arquivo | maio, 2011

Sobre Fascinators

31 maio

Em se tratando de moda inglesa, os fascinators usados pelas convidadas no casamento real chamaram a atenção do mundo todo, né?

Com certeza esses acessórios apareceram muito mais que a maioria dos trajes usados pelas convidadas. Afinal, os ingleses são bem sóbrios na hora de se vestir, mas as cabeças das mocinhas e das moçonas piraram com esses acessórios diferentões que a gente não tá acostumado a ver aqui no Brasil. E é bom falar, que algumas apareceram positivamente e outras, bem… outras nem tanto! hahaha.

As que se destacaram ao usar o acessório:

Victoria Beckhan, gravidíssima, com seu maridón a tira-colo

Tara Palmer Tomkinson

E aqui as que não foram tão felizes na escolha dos acessório. As primas do príncipe, Beatrice e Eugenie.

Usar chapéu e os fascinators (de bom gosto, né, people?) são, sem dúvida, uma maneira mais delicada, leve e descontraída de dar um up no visual. Até eu estava pensando em comprar um pra chamar de meu e usar em looks mais dramáticos, mas desisti depois que vi o boom que tá rolando com esse acessório.

Sério gente, sábado fui dar uma voltinha na Oscar Freire e me assustei com o tanto de gente que tava desesperada atrás de um fascinator no Mercadinho Chick! As barracas que vendem o acessório estavam abarrotadas de gente!

E se você é daquelas que está doida pra fazer um look menos comum, investir em arranjos de cabelo pode ser uma ótima idéia. Em todo caso, acho melhor optar por modelos menores que os fascinators, propriamente ditos, porque aqui no Brasil a gente não tem esse costume.

Algumas lojas têm opções lindinhas de enfeites para a cabeça. Algumas opções: Mercadinho Chic aqui em Sampa e a Acessorize, que é uma loja de origem inglesa conhecida praticamente no mundo todo por sua variedade de acessórios. Em São Paulo tem várias lojas e, em BH, tem lojas no BH Shopping e no Diamond Mall, que eu saiba. Olha só alguns modelos da Acessorize:

Peças Acessorize

E agora, Eu Que Te Pergunto: E aí, você vai animar de enfeitar o cabeção?

Voltar ao início

Música da Semana: Creedence!

13 maio

Essa semana eu finalmente vim pra BH visitar a família e os amigos.

E sempre que a gente viaja, tem aquela playlist básica, com as músicas que fazem a gente entrar no clima da viagem.

E hoje, pensando em qual seria a música da semana e porquê, acabei elegendo uma banda que faz tempo que não ouço, mas ouvia sempre quando ia viajar. Era sair de BH, entrar na BR040, aquele tanto de montanha em volta, aquele tanto de verde, que logo colocava Creedence pra ouvir. As músicas da banda sempre fizeram, pra mim, a transição da cidade grande pro programinha especial de final de semana, sabe? Tipo, desligando modo trânsito, trabalho, stress e ligando o modo relax, diversão e liberdade.

Então, pra entrar no clima de viagem delícia passando um tempo com os familiares, a música da semana é Bad Moon Rising, do Creedence. Pra inovar, coloco aí embaixo a letra dela, pra gente cantar junto, yey!!!

I see the bad moon rising
I see trouble on the way
I see earthquakes and lightnin?
I see bad times today

Don’t go around tonight
Well, it’s bound to take your life
There’s a bad moon on the rise

I hear hurricanes blowing
I know the end is coming soon
I fear rivers over flowing
I hear the voice of rage and ruin

Don’t go around tonight
Well, it’s bound to take your life
There’s a bad moon on the rise

All right

Hope you got your things together
Hope you are quite prepared to die
Looks like we’re in for nasty weather
One eye is taken for an eye

Don’t go around tonight
Well, it’s bound to take your life
There’s a bad moon on the rise

Agora Eu Que Te Pergunto: Quais músicas você gosta de ouvir pra viajar?

Na TV: Game Of Thrones

11 maio

Domingo, dia 8 de maio, estreou na HBO o meu mais novo vício: Game Of Thrones.

O seriado é inspirado no primeiro livro da coleção A song of Ice and Fire (em português o título ficou As crônicas de Gelo e Fogo), de George R. R. Martin. A história vem sendo escrita desde 1996 e, apesar de ter sido pensada para três volumes, hoje já tem quatro livros publicados e outros três já planejados. Confesso que estou com muita vontade de ler os livros mas, como gosto de ler antes de assistir as respectivas adaptações para tv/cinema e já estou assistindo ao seriado na tv, não vai ser agora que começarei esta leitura. Vou esperar ficar com saudade do seriado e aí me aventuro neste terreno! Para quem ficou com vontade ler “jhá”, esses são os livros:

  • A Game of Thrones (título em português: A Guerra dos tronos);
  • A Clash of Kings (título em português: A Fúria dos Reis);
  • A Storm of Swords (título em português: A Tormenta de Espadas);
  • A Feast of Crowns (ainda sem título em português. Este volume entrou para a lista de mais vendidos do New York Times);
  • A Dance with Dragons (ainda não lançado em inglês);
  • The Winds of Winter;
  • A Dream of Spring.

Agora, depois dessa introdução, bora focar no seriado, né? Game of Thrones se passa em Seven Kingdoms (Sete Reinos) de Westeros, uma terra que lembra a Europa Medieval. Em Westeros as estações duram por anos, algumas vezes por décadas. Das estações, o inverno é a mais temida, pois na escuridão muitos perigos ficam a solta e coisas bizarras acontecem, por isso a chamada no cartaz da série lá em cima.

A série da HBO pode ser de comparada à trilogia O Senhor dos Anéis em alguns casos, pois além de possuir os sete reinos, a história se passa em um tempo medieval, existem reis, rainhas, lutadores, cavalheiros, além de contar com uma boa dose de traição, batalhas sangrentas, e por aí vai. Vale a pena dar uma passada na wikipedia pra conhecer um pouco mais a fundo da história, que é complexa demais pra eu ficar falando muito dela aqui. Melhor ir lá, ler sobre a história, se apaixonar, e assistir, né?

Como usual da HBO, ela tem uma produção muito foda. Dá uma olhada nesse teaser:

A primeira temporada já está prontinha e indo ao ar nos EUA desde o dia 11 de abril. Serão 10 episódios imperdíveis de tanta qualidade, beleza e história envolvente.

Dá uma olhada na abertura da série, que tem uma arte bem legal e explora um mapa com os 7 reinos:

Se você é daqueles que ao assistir e curtir um seriado gosta de ficar por dentro de tudo (atores, bastidores, spoillers) achei o blog Game of Thrones Brasil, que é focado na série. Passa lá!

O elenco da série:

  • Mark Addy – Rei Robert Baratheon
  • Alfie Allen – Theon Greyjoy
  • Sean Bean – Eddard “Ned” Stark
  • Emilia Clarke – Daenerys Targaryen
  • Nikolaj Coster-Waldau – Sor Jamie Lannister
  • Peter Dinklage – Tyrion Lannister
  • Michelle Fairley – Catelyn Stark
  • Aidan Gillen – Mindinho
  • Jack Gleeson – Joffrey Baratheon
  • Iain Glen – Sor Jorah Mormont
  • Kit Harington – Jon Snow
  • Lena Headey – Cersei Lannister
  • Isaac Hempstead-Wright – Bran Stark
  • Harry Lloyd – Viserys Targaryen
  • Richard Madden – Rob Stark
  • Rory McCann – Sandor “Cão de Caça” Clegane
  • Sophie Turner – Sansa Stark
  • Maisie Williams – Arya Stark

Aqui você acessa o site oficial da HBO, que dá um show no site nacional…

Aqui você acessa o site oficial, da HBOBrasil.

Aqui tem um mapa interativo dos reinos, que conta um pouco de cada um deles. Bem legal. Em inglês.

Agora, Eu que Te Pergunto: já fez a pipoca? Senta que lá vem a história, e que história!

Votar ao início

Música da semana: Dia das Mães!

6 maio

E essa semana a música que escolhi é para parabenizar a minha linda mamãe, pelo seu dia!

Este é o primeiro Dia das Mães que eu passo já casada. E, consequentemente, é o primeiro Dia das Mães que eu passo sem morar junto com a minha mamãe querida!

E o pior, morando em São Paulo, as idas a BH tem sempre que ser estratégicas, por causa da grana, né people? Então, como terei um casório na semana que vem… será nessa oportunidade que comemorarei o dia dela junto com ela.

Mamãe, feliz Dia das Mães!

Música: Carinhoso, de Pixinguinha e Jopão de Barros, interpretado por Marisa Monte e Paulinho da Viola

Filme: A garota da capa vermelha

1 maio

Nem sei por onde começar essa resenha. Bom, melhor falar do que me fez ter vontade de ver o filme, né?

Pra que não sabe, eu sou formada em pedagogia. Sim, pedagogia! Bom, e durante o curso a gente estuda várias teorias de educação e se interessa por vários assuntos. Não sei se foi em alguma disciplina da faculdade, em coversas de corredor ou em pesquisas feitas na internet, o fato é que durante um tempinho considerável eu me pegava filosofando sobre aos contos de fadas e a importância que eles tinham (ou não) na formação das criancinhas. Qual a real mensagem que eles queriam passar? Qual o conto “original”? Será que a história que ficou famosa era a real história que o autor havia criado ou sofreu adaptações ao longo do tempo?

E pra quem não sabe, dizem que Chapeuzinho Vermelho era originalmente um conto para adultos, recheado de erotismo. E com o nome mais adultinho “A garota da capa vermelha”, fiquei super na expectativa de ser um filme que trouxesse esse lado mais adultinho da história. E bom, não é. Não é mesmo.

Não sabia nada do filme, não acompanhei as notícias que saíam a respeito dele porque eu super achava importante manter esse mistério da história real, sabe? Não queria ler nenhum spoiler, hahaha. Aiai, pobre inocência da criança aqui… e aí você me pergunta: por quê, Júlia? E eu te respondo aqui embaixo…

Amanda Seyfried no papel de Chapeuzinho Vermelho

A releitura do conto mais famoso dos irmãos Grimm, Chapeuzinho Vermelho, é estrelado pela jovem Amanda Seyfried (Querido John, Mama mia!) e tem no elenco também os desconhecidos (?) Shiloh Fernandez e Max Irons.

Max Irons e Shiloh Fernandez em uma das cenas de Red Riding Hood

O filme é da mesma diretora de Twilight (siiim, Twilight!), a Catherine Hardwicke. E acredite amigo, o filme tem não uma ou duas, ou três, mas várias, incontáveis cenas que são muito, muito parecidas com Crepúsculoa! Tipo cópia sabe? Dizem que eles tentaram a mesma fórmula do sucesso (oi?) pra tentar repetir o sucesso da saga. Fail total, na minha humilde opinião!

Pra quem não sabe, eu assiti Crepúsculo e fiquei bem viciadinha, lendo e relendo os livros, etc (melhor pular essa parte, né?). Mas tudo na vida tem limite, né meu povo? Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!

Te falo uma coisa, no filme a Catherine Hardwicke não poupou esforços, a menina é mais ou menos “dividida” entre dois meninos, pensa em fugir pra ficar com o amor impossível, tem um lobão que parece ter uma ligação bem forte com a menina (alô, Jacob?), e pra fechar com chave de ouro o pai da menina é o mesmo ator que faz o pai da Bella, o Billy Burke! É mole ou quer mais?

Pra quem assistiu Twilight: essa cena lembra alguma coisa? hahaha

Bom, pra não dizer que não falei das flores, o filme tem algumas qualidades. A atuação de Billy Burke é uma delas, pra variar. O cara é muito bom. Uma das músicas da trilha também é muito boa. Estou falando da música interpretada por Fever Ray e feita especialmente pro film, The Wolf. Ela tem uma pegada meio Crepúsculo, mas a trilha desses filmes é boa pra caramba na minha opinião e de muita gente. Conhece? Vale a pena. Outra é que o filme se passa em uma vila medieval que fica num lugar bem frio e remoto, o que garante algumas cenas e cenários bem bonitos de se ver, apesar dos atores estarem meio que desconectados dessa ambientação em uma  cenas em que acontece uma festa a noite, na neve, no frio glacial e os atores lá, com roupas bem “fresquinhas” pra num falar outra coisa. Hahaha…

Ai gente, amarguras a parte, fiquei bem decepcionada por causa dessa expectativa que criei da história real da Chapeuzinho Vermelho, sabe? Se for pra falar pra alguém assistir ao filme, que seja com uma finalidade instrutiva. Faça o seguinte: assista Twilight, mesmo que você ache ridículo, odeie e não suporte todo o fator vício adolescente, forçação de barra de amorzinhos, etc. Depois assista ao Garota da Capa Vermelha. Dessa forma você vai ver o que é um filme cara de pau, cópia do outro. Você vai conseguir dar risadas de tão ridículo. Sério!

Olha o trailler:

E pensar que ao fazerem isso queimaram a chance de fazer um Chapeuzinho Vermelho contemporâneo de qualidade…aff.

Eu Que Te Pergunto: assistiu a filme? O que achou?