Arquivo | filmes RSS feed for this section

Filme: A garota da capa vermelha

1 maio

Nem sei por onde começar essa resenha. Bom, melhor falar do que me fez ter vontade de ver o filme, né?

Pra que não sabe, eu sou formada em pedagogia. Sim, pedagogia! Bom, e durante o curso a gente estuda várias teorias de educação e se interessa por vários assuntos. Não sei se foi em alguma disciplina da faculdade, em coversas de corredor ou em pesquisas feitas na internet, o fato é que durante um tempinho considerável eu me pegava filosofando sobre aos contos de fadas e a importância que eles tinham (ou não) na formação das criancinhas. Qual a real mensagem que eles queriam passar? Qual o conto “original”? Será que a história que ficou famosa era a real história que o autor havia criado ou sofreu adaptações ao longo do tempo?

E pra quem não sabe, dizem que Chapeuzinho Vermelho era originalmente um conto para adultos, recheado de erotismo. E com o nome mais adultinho “A garota da capa vermelha”, fiquei super na expectativa de ser um filme que trouxesse esse lado mais adultinho da história. E bom, não é. Não é mesmo.

Não sabia nada do filme, não acompanhei as notícias que saíam a respeito dele porque eu super achava importante manter esse mistério da história real, sabe? Não queria ler nenhum spoiler, hahaha. Aiai, pobre inocência da criança aqui… e aí você me pergunta: por quê, Júlia? E eu te respondo aqui embaixo…

Amanda Seyfried no papel de Chapeuzinho Vermelho

A releitura do conto mais famoso dos irmãos Grimm, Chapeuzinho Vermelho, é estrelado pela jovem Amanda Seyfried (Querido John, Mama mia!) e tem no elenco também os desconhecidos (?) Shiloh Fernandez e Max Irons.

Max Irons e Shiloh Fernandez em uma das cenas de Red Riding Hood

O filme é da mesma diretora de Twilight (siiim, Twilight!), a Catherine Hardwicke. E acredite amigo, o filme tem não uma ou duas, ou três, mas várias, incontáveis cenas que são muito, muito parecidas com Crepúsculoa! Tipo cópia sabe? Dizem que eles tentaram a mesma fórmula do sucesso (oi?) pra tentar repetir o sucesso da saga. Fail total, na minha humilde opinião!

Pra quem não sabe, eu assiti Crepúsculo e fiquei bem viciadinha, lendo e relendo os livros, etc (melhor pular essa parte, né?). Mas tudo na vida tem limite, né meu povo? Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!

Te falo uma coisa, no filme a Catherine Hardwicke não poupou esforços, a menina é mais ou menos “dividida” entre dois meninos, pensa em fugir pra ficar com o amor impossível, tem um lobão que parece ter uma ligação bem forte com a menina (alô, Jacob?), e pra fechar com chave de ouro o pai da menina é o mesmo ator que faz o pai da Bella, o Billy Burke! É mole ou quer mais?

Pra quem assistiu Twilight: essa cena lembra alguma coisa? hahaha

Bom, pra não dizer que não falei das flores, o filme tem algumas qualidades. A atuação de Billy Burke é uma delas, pra variar. O cara é muito bom. Uma das músicas da trilha também é muito boa. Estou falando da música interpretada por Fever Ray e feita especialmente pro film, The Wolf. Ela tem uma pegada meio Crepúsculo, mas a trilha desses filmes é boa pra caramba na minha opinião e de muita gente. Conhece? Vale a pena. Outra é que o filme se passa em uma vila medieval que fica num lugar bem frio e remoto, o que garante algumas cenas e cenários bem bonitos de se ver, apesar dos atores estarem meio que desconectados dessa ambientação em uma  cenas em que acontece uma festa a noite, na neve, no frio glacial e os atores lá, com roupas bem “fresquinhas” pra num falar outra coisa. Hahaha…

Ai gente, amarguras a parte, fiquei bem decepcionada por causa dessa expectativa que criei da história real da Chapeuzinho Vermelho, sabe? Se for pra falar pra alguém assistir ao filme, que seja com uma finalidade instrutiva. Faça o seguinte: assista Twilight, mesmo que você ache ridículo, odeie e não suporte todo o fator vício adolescente, forçação de barra de amorzinhos, etc. Depois assista ao Garota da Capa Vermelha. Dessa forma você vai ver o que é um filme cara de pau, cópia do outro. Você vai conseguir dar risadas de tão ridículo. Sério!

Olha o trailler:

E pensar que ao fazerem isso queimaram a chance de fazer um Chapeuzinho Vermelho contemporâneo de qualidade…aff.

Eu Que Te Pergunto: assistiu a filme? O que achou?

Anúncios

Oscar 2011: Looks reprovados!

2 mar

Bora avaliar mais famosas?

Essas são as atrizes que, pra mim, não acertaram, de jeito nenhum, no look do Oscar!

Penelope Crus e Javier Barden no tapete vermelho

Penelope Cruz: Gente, a cor é até bonita, mas esses detalhes bordados achei feio demais da conta! Muito feio esse L’wren Scott com essas coisinhas meio salpicadas formando essas cobrinhas! Parece um tanto de serpentina caindo! É só eu olhar pra ela e penso em carnaval. Tá perfeito pra destaque de escola de samba. Opa: foi só eu que achei isso? haha. Mas vamos falar também do que eu gostei, né? Eu estou querendo mudar a cor do meu cabelo e achei essas mechinhas dela bem bonitas! São pequenas e os vários tons em degradê  quebraram o castanho de uma forma bem interessante. A Penelope está usando delineador preto com sombra dourada. Achei super legal, porque apesar da diferença de cor da sombra pro delineador, não ficou muito pesado, nem na parte de baixo do olho! Se quiser ver o detalhe da maquiagem, é só clicar pra aumentar a foto.

Os adendos: (1)Pasmem, a Penelope teve filhos (gêmeos!!!!!) há 1 mês! Ah não gente, o que essas mulheres fazem pra recuperar a forma tão rápido? (2) Olhem como o gatão do Javier Barden, marido dela, fica esquisitíssimo de perfil! kkk O nariz é muito estranho…

Gwyneth Paltrow em apresentaçnao no Oscar.

Gwyneth Paltrow: Não é porque você acerta que você vai acertar sempre, ok gatah? Prova disso é a Gwyneth, que estava linda no tapete vermelho com o Calvin Klein prateado poderoso e depois, bem, depois apareceu com essa coisa horrorosa na hora de se apresentar no evento! Esse beje meio mostarda, meio sujinho (que cor é essa?) não estava muito perto do tom de pele da atriz e também não estava diferente o suficiente, sabe? Muito excesso de pano também, com esse drapeado lateral de um lado e essa manga longa do outro. Muitos gostaram, é verdade… mas eu não! Aliás, teve uma coisa que gostei: os cristais! muito lindos, ainda mais porque na foto ficaram todos furtacor. Um efeito muito legal, né? Agora imagina se o vestido fosse de outra cor, ia ficar muito mais legal! Agora, não consegui achar a grife do vestido dela… sniff!

Melissa Leo

Melissa Leo: A ganhadora do Oscar de melhor atriz coadjuvante escolheu um modelito Marc Bouwer pra se destacar no Oscar. E ela de fato se destacou… mas, pra mim, de uma forma pra lá de negativa! Até agora não entendi qual é a do vestido dela, gente! O vestido é todo de renda, mas a renda está com um aspecto tão estruturado e durinho que está parecendo couro! Vocês também acharam? E além disso o fundo dele é meio vermelho, amarelo, em lantejoulas (?!?!)… uma confusão só! Aiai, e não acaba por aí. Tá vendo que ela usa um colarzinho? É de aranha! Sei lá, acho meio jovial demais, no caso dela, usar bichinhos. Mesmo que seja uma jóia. Clica pra ver os detalhes!

Jennifer Hudson

Jennifer Hudson: Ai gente, não gostei do vestido da Jennifer Hudson de jeito nenhum! Na verdade eu não achei o Versace que ela usou feio, mas achei que ficou muito estranho nela! Um tanto de gente amou, mas eu achei muito esquisito esse tanto de pano na barriga e nos quadris, o que aumentou a silhueta da moça. Além do excesso de pano, achei os peitos dela muito esquisitos nesse decotão! Ai, muito esquisito. E o pior é que eu fico olhando tentando entender o que aconteceu mas não dá… A cor do vestido é bonita. Quente e alegre. A makeup da estrela foi até interessante, mas não curti o topetão. E aí, pequei em não gostar?

O adendo: antes de mais nada vamos parabenizar a mocinha, porque passar do manequim 48 para o 38, com – pasmem – 36 quilos a menos, não é pra qualquer um! Vocês lembram dela? Ela fez a secretária da Carrie em Sex and The City. Não lembrou? Olha ela aqui!!

Marisa Tomei com seu Lily et Cie vintage no red carpet.

Marisa Tomei: Deus, o que é isso? O vestido Lily et Cie que a Marisa usou no tapete vermelho parecia inacabado! Esse top está pedindo por um detalhezinho a mais, né não? E essa saia, que é de uma cor diferente do top? Parece desbotada! Um horror. Não gostei. De jeito nenhum.

O adendo: O vestido que a Marisa está usando é vintage, da década de 1950. Mas também não é porque é vintage que tem que ser feio, né?

Agora Eu Que te Pergunto: E aí, você discorda ou concorda com a minha avaliação das mais mal vestidas?

Fotos: (santo) JustJared

Voltar ao início

Oscar 2011: Premiados!

28 fev

Então finalmente aconteceu o Oscar, meu povo!

Tapete vermelho, vestidos bafônicos, muitas premiações, muitos discursos (rapidinhos pra num ser interrompidos pela músiquinha, hahaha), satisfação e indignação por ter ou não ter ganho aquele prêmio, etc, etc.

A cerimônia foi apresentada pela linda Anne Hathaway e pelo James Franco. 2 Jovens atores que dividiram o palco com outras celebridades para premiar os ganhadores das diversas categorias do prêmio. Eu achei bem legal eles terem apresentado o prêmio. Ele é um gato (que charme… o que que é isso!) e ela super simpática!

Os apresentadores do Oscar 2011: James Franco e Anne Hathaway

O Oscar aconteceu ontem em Hollywood e para quem gosta de moda, celebridades e filmes hoje é dia de fuçar, fuçar, fuçar, pois sites, blogs, programas de TV e em breve revistas exploram esse assunto até falar chega! Como o blog ainda está no comecinho e eu ainda não defini direitinho os assuntos-chave, vou falar um pouquinho de tudo, em 2 posts, tá?

Para começar, vamos falar dos filmes ganhadores e os prêmios conquistados!

“Strangers no more”: Melhor documentário (curta-metragem).

“God of love”: Melhor curta-metragem.

“The Lost Thing”: Melhor curta-metragem de animação.

“Inside Job”: Melhor documentário (longa-metragem). Esse documentário fala da crise econômica e ganhou do anglo brasileiro Lixo Extraordinário. Não vi. Ainda. Mas quero ver pra ver se foi justo (;

E aqui um parêntesis. Esses filmes de curta metragem sempre são interessantes. Lembro que na época de escola eu sempre ia no Cine Belas Artes em BH (aquele da Pça. da Liberdade), às 6 da tarde, assistir aos curtas metragens! Era de graça e a cada semana eram exibidos filmes de temas diferentes (animação, biografia, drama, estrangeiros, etc.). Sempre tinham ótimos filmes passando! Alguém sabe se ainda existe essa sessão?

“In a Better World”: Melhor filme de língua estrangeira. Esse filme é dinamarquês. Quero ver, principalmente porque as histórias de filmes estrangeiros e o jeito de contar as histórias são beeem diferentes da Hollywood a que somos bombardeados estamos acostumados, né?

“Toy Story 3″: Melhor longa-metragem de animação
e Melhor Canção Original-“We Belong Together”. Eu confesso que gostava mais da época em que as animações eram menos digitais, sabe? Cinderela, A Bela e a Fera, Branca de Neve… Claro, na época eu era criança e assistia mais a esse gênero. Mas num sei se é só por isso, viu? Ah! E nessa categoria, quero super assistir ao Como Adestrar o Seu Dragão! Todo mundo que viu super gostou! Você já viu? Aliás, outro filme que estava concorrendo nesta categoria e deve ser muito bom é O Ilusionista, o segundo longa de animação de Sylvain Chomet, que também fez o extraordinário Bicicletas de Belleville. Será que ele não merecia ter ganhado o Oscar não? Só vendo pra saber, né? Taí mais um filme pra minha listinha!

“Alice no País das Maravilhas”: Melhor direção de arte e Melhor figurino. Super merecido, né? O filme é lindão demais de se ver e, pra dar água na boca dá uma olhada nos lindos pôsters! Se quiser ver grandão, é só clicar!

“A Origem”: Melhor fotografia, Melhores efeitos visuais, Melhor mixagem de som e Melhor edição de som. Ainda não assisti a esse filme. Tem gente que fala que é meio Matrix e tem gente que fala que é até pecado compará-lo a ele, que não tem nada a ver. Bom, como eu amei Matrix, vou assistir o mais breve possível e falo pra vocês o que achei, tá?

“A Rede Social”: Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Montagem e Melhor Trilha Sonora Original. Esse filme era cotado em várias categorias, inclusive era o mais bem cotado para a de Melhor Filme e acabou levando “só” essas 3 estatuetas. Eu achei o filme legal por contar a história do Facebook. Não sei se fiquei presa nesse aspecto, mas não consegui ver uma grande edição, direção, fotografia, etc. A trilha sonora é bem legal e combina com a história e o ritmo do filme, justo. Sei lá, não sou crítica profissional, mas ao contrário do que alguns pensam, achei justo ele não ter levado o prêmio de melhor filme :)

“O Vencedor”: Melhor Atriz Coadjuvante-Melissa Leo e Melhor Ator Coadjuvante-Christian Bale. Também ainda não assisti a esse filme e, não sei se por causa do nome, quando vejo qualquer coisa desse filme sempre penso naquele outro filme O Lutador, com o Mickey Rourke (indicado ao Oscar de melhor ator), sabe? Você também fica com essa impressão? Bom, tenho que ver esse filme rápido pra acabar com isso!

“O Lobisomem”: Melhor maquiagem. Não assisti e nem tenho vontade de ver. Alguém viu? Vale a pena? Cruzes, que monstrão! Prefiro o Jacob de Twilight! kkk

“Cisne Negro”: Melhor Atriz-Natalie Portman. Ai gente, achei esse filme tão lindo que pra mim ele merecia melhor roteiro, melhor atriz coadjuvante (Mila Kunis), melhor filme, tinha tempo que não ficava tão empolgada com um filme viu? Amei muito e se você ainda não assistiu, está intimado a correr pro cinema! Rápido, porque esse filme vale a pena assistir na telona.

“O Discurso do Rei”: Melhor Roteiro Original, Melhor Diretor, Melhor Ator-Colin Firth e Melhor Filme. O filme é mesmo muito bom. O Colin Firth dá um “showzaço” de interpretação. E o legal é que é um filme de uma história real, sem efeitos especiais megalomaníacos, sem personagens forçados… é um filme de estilo clássico (Existe isso? rsrs).  Adorei o Discurso do Rei, mas pra mim a intensidade e o drama de Cisne Negro merecia a estatueta de melhor filme! Fazer o quê, né?

Um segundo parêntesis: Sei que o filme era um remake, mas fiquei chateadinha de Bravura Indômita não ter levado nenhuma estatueta! A Hailee Steinfeld foi muito boa, gente! Tá, ela tem só 14 anos. Tá, é o primeiro longa que ela faz, mas ela foi tão bonitinha!! E ainda foi indicada a categoria atriz coadjuvante, né? Como eu já falei antes… tenha dó! Ela é o centro do filme! Confesso que ainda não assisti ao O Vencedor pra ver se a Melissa Leo mereceu a estatueta, então, não posso mostrar mais a minha indignação! Por enquanto! hahaha

Eu ando meio desacreditada de cinema sabe? Todo ano é tanta coisa ruim que entra em cartaz que dá até desânimo pagar o cada vez mais caro ingresso pra sair decepcionada da sala de cinema por ter assistido a filmes tão clichês! Este ano, no entanto, eu tenho assistido a vários filmes bons, desses que foram indicados ao Oscar, viu? Tá valendo sair de casa pra ver coisas boas! E agora já com os indicados e os premiados, fica mais fácil selecionar aos filmes que a gente acha interessante de assistir! Bora pro cinema?

Agora Eu Que Te Pergunto: ficou com vontade de correr pro cinema? O que achou dos premiados? Compartilhe a sua opinião com a gente!

Voltar ao início