Tag Archives: São Paulo

Tá afim de comida mexicana? Sí Senõr!

27 abr

Dia desses recebemos a visita de um amigo e 3 primos queridos de BH aqui em casa. E aí que queríamos comemorar o encontro passeando com eles. Escolhemos então ir a um restaurante mexicano, porque em BH encontrar esse tipo de comida é raridade e, afinal de contas, comida mexicana é uma delícia, né?

Fomos no Sí Señor, um restaurante mexicano delícia que fica aqui pertinho de casa, no Itaim. Ambiente suuuper aconchegante, atendimento bem bacana e organizado, diversidade de pratos nota 10, drinques deliciosos (os meninos que o digam!) e diversos pratos mexicanos… hum, deliciosos!

Frozen margarita, frozen limão, chop Black da Brahma (paixão!), e piñas coladas!

Éramos 7 esfomeados e experimentamos de tudo um pouco. As porções foram até bem servidas e tem opções de tudo quanto é tamanho e preço, dependendo do tamaho da turma, ok?

Todo mundo super adorou tudo que a gente comeu. Até o vegetariano do grupo, né André! Dá uma olhada nas delícias que elegemos pra comer:

Combinado La Bamba: Potato skins, onion rings, chicken nuggets e jalapeno peppers. Tudo devidamente acompanadode mostarda e molho barbecue.  Esse prato é delicioso! Tudo super sequinho e crocante, muito bom!!!)

Combinado Três Amigos: 1 enchilada de queijo, 2 tex-tacos e 1 burrito. Junto vem guacamole, salsa picante e sour cream.*

Tex-Tacos: Tortilha de milho crocante gratinadas com queijo, guacamole e pico de gallo. Acompanhados de 1 mini quesadilha, salsa picante e sour cream.*

Fajitas: Mix de cebola e pimentões, e carne escolhida* coberta com molho barbecue e queijo, acomanhado de arroz mexicano, frijoles, pico de gallo, guacamole, salsa picante e sour cream.

*Os pratos variam de preço de acordo com a carne escolhida pelo cliente. As opções disponíveis são: filé mignon grelhado, premium beef, machaca, frango margarita, camarões na tequila ou combinação de filé mignon e frango margarita.

 ZZTop: Sobremesa delícia que consiste em 1 churros com 2 bolas de sorvete de creme e cobertuda de chocolate.

Alguns dos pratos que pedimos!

Quer saber se vale a pena? Ô se vale! Dá só uma olhada na satisfação da galera:

Primos, amigos e nós!

Endereço: Rua Dr. Renato Paes de Barros, 682. Itaim. Lembrando que o restaurante possui atualmente 5 endereços em Sampa, para mais informações, acesse o site da casa!

E agora Eu Que Te Pergunto: e você, curte uma comidinha mexicana? Dá a dica de bons restaurantes do gênero aí pra gente!

Voltar ao início

Anúncios

O dia em que fui no show do U2 e Muse!

18 abr

E chegou a hora! Pois é, sei que demorei um pouco demais pra falar do show, mas é que estava digerindo tudo, sabe? Foi muita emoção!

Eu e o palco, antes de começarem os shows.

Eu, Flávio, João (primo de BH que veio de batidão depois do show do Ozzy no sábado) e Megale, amigo de BH que também está morando em Sampa fomos na apresentação de domingo. O trânsito estava até aceitável. Saímos às 17:50h e chegamos no Morumbi por volta de 18:30h. Como o show do Muse estava marcado pras 19:30h, o horário foi ok.

Brindando aos shows com a Heinekken!

Aliás, se tem uma coisa que eu gosto muito aqui em Sampa, em se tratando de show, é que a maioria deles começam realmente na hora em que está determinada no ingresso. Não rola aquela enrolação de fazer a gente cosumir cerveja e comidas a preços exobitantes até que o espetáculo comece. E além disso não fazem a gente ficar horas tomando chuva, né? Acho que em todos os shows que fui aqui choveu. #Terradagaroa!

No sentido horário: eu, Flávio, Megale e João, na chuva, devidamente protegidos com nossas capas!

Então, bora falar do que estou aqui pra falar, né? Gente, o show do Muse foi muuuuito bom! Eu com os meus 1,56m estava no meio do povão e gostei muito! Qualidade sonora muito foda e as músicas não ficaram muito diferentes de quando a gente ouve o CD (ainda bem)! Eu pelo menos num gosto quando o cara não tem a manha de tocar aqueles solos ou que desafina demais na cantoria. Qualidade musical ao vivo é fundamental!

Parece que muita gente, muuuuita gente nunca tinha ouvido falar na banda, pois foram alguns gatos pingados que estavam cantando e se empolgando com as músicas. Pro artista que está se apresentando isso deve ser meio foda, tocar sem saber quanto da platéia te conhece, né? É bom porque divulga a banda prum tanto de gente (alô, essa turnê quebrou o recorde mundial de bilheteria, meu povo!), mas que deve dar aquela insegurança, ah, isso deve.

Em cima: panorâmica do palco. Embaixo: a gente e a nossa visão do palco, com Muse!!!

Talvez por isso achei o Matthew Bellamy meio durão no palco, sem aqueeela inteação com a platéia. Super compreensível, do meu ponto de vista. Como eu nunca tinha ido nem assistido a um show deles na TV, não sei se são sempre assim, mas eu tava tão empolgada que não em incomodou não. E em se tratando dos gatos pingados que estavam empolgados com o show… bom, eu era uma delas! Eu João e Flávio vibramos, gritamos, pulamos, sacolejamos muito o esqueleto! hahah Super amei o show… fiquei mega feliz de ter assistido!

E agora, U2. Sem muito o que falar previamente, esse é uma daquelas horas em que uma imagem vale mais que mil palavras, sabe? Bora ver as fotos pra babar comentar!

Esse era o relógio que ficou rodando desde o final do show do Muse até o início do show do U2. E aí, na badalada da “meia noite”… tcham tcham tcham tcham!!!! Os caras saíram aparecem com uma arte toda legalzona. Foi muito massa!

O show foi indo perfeito, as músicas bombando, Bono bombando, tudo o que ele falava com o público era traduzido no  telão pra quem tivesse dificuldade com o inglês… enfim, muito massa.

O telão era 360º, dava a volta no palco. Isso permitiu ediçnoes muito massas dos vídeos! Tinha horas que a imagem girava tão rápido que dava a sensaçnao do telão estar realmente girando! E além disso, o telão era móvel. Até então ele descia e subia.

O telão do palco todo aberto. Tecnologia pouca é bobagem!

Até que… bom, até que o treco (telão) se abriiiiu… e “fechou” a banda lá dentro! Tem nocão? Tipo, o palco é enooorme. Ele é mais alto que o estádio e aí o treco se abre e desce??? Até o chão (do palco)? A galera pirou pouco…hahaha. Foi muito massa.

Ah! E o Bono chamou uma menina lá no palco, pra ler a tradução de Beautifull Day e no final rolou um selinho que já é marca do vocalista nos shows do Brasil. Aliás, se não era, acabou de virar! Foi muito legal quando tocaram essa música. Good vibrations no Morumbi inteiro!

Mais algumas fotos legais do show:

O palco da turnê 360 graus. F#@%%&* de gigante!

Gentem, dá pra acreditar que isso era um daqueles globos espelhados? Um só e dava esse efeitão!

Nossa visão do palco. Olha o Bono lá pequenininho! hahaha

Pra acabar… a gente no final do show!

Depois do show, todo mundo junto!

Como jea foi falado em muitos lugares, o ponto fraco fica mesmo com a volta pra casa: ônibus lotados, taxis caríssimos e muita, mas muuuuuita paciência pra sair do lugar! Quero só ver na Copa 2014, mas esse é assunto pra outro post! hahaha

Agora, Eu Que Te Pergunto: foi no show? Ficou com água na boca?

No Esquenta: U2 e Muse em Sampa! Pt. 2

6 abr

Pois é gente, hoje já é quarta-feira e chegou a hora de falar de Muse, a banda que vai abrir os shows do U2!

Confesso que tinha curiosidade de ir ao show do U2, principalmente por toda parafernália que a banda tem no currículo. Gosto de U2, são lendários, mas não tenho nenhum CD, nem super acompanho a banda. Pra mim esse show é uma daquelas coisas que, se você tiver oportunidade de assistir em vida, não perca tempo e esteja lá, presencie o acontecido que não se arrependerá. E oi? Eu tô morando em São Paulo!? Então é claro que quero ir!

Maaas, eis que vi que quem ia abrir o show era o Muse. E aí meu povo, foi instantâneo… vi que TINHA  que ir no show de qualquer jeito! hahaha

Conheci a banda por meio de Twilight. Siiim, Twilight!!! A Stephenie Meyer, escritora dos livros da saga Crepúsculo, super dedica seus livros à banda e assume abertamente que ela era uma grande inspiração quando estava escrevendo os livros, sabia? A banda é tão querida por Steph que, em cada trilha dos filmes da saga, eles têm lá uma faixa garantida! Imagina quantas pessoas não foram tomar conhecimento da banda por causa de Crepúsculo? São milhões de fãs da saga espalhados pelo mundo inteiro, né gente!  Não podemos ignorar esse fator no sucesso e boom mundial da banda! hahaha.

Abaixo as músicas da banda que integram a trilha dos filmes da saga Twilight:

Twilight: Supermassive Black Hole.  Num tem jeito de ouvir essa música e não lembrar das cenas de beisebol do filme. Fato!


New Moon: I Belong to You – Adoooooooro, essa é a cara de Twilight! hahaha!

Eclipse: Neutron Star Collision – Love is Forever. Super lindinha… ainnn

Que fique claro, galera, Muse não é uma bandinha qualquer, que ficou famosa por causa de Twilight! A verdade seja dita. Eles são uma puta banda, com músicas super bem compostas e os arranjos são fenomenais! Adoro a voz do Matthew Bellamy  apesar de ele ser meio esquisitinho. Ops falei! e, por mim, todo mundo tinha que ser fã!

Eles são bem comparados a Radiohead, dizem que são cópia. Eu também gosto bastante de Radiohead. Aliás, no início não gostava, achava meio paradão demais e muito deprê. Até que fui no show deles ano passado, no festival Just a Fest e adorei o show (também tocaram lá Los Hermanos e Kraftwerk. Tá bom ou quer mais?). Enfim, voltando ao assunto, gosto das duas bandas e não acho que os primeiros são cópia dos segundos. Gente, estilos parecidos existe há sei lá, sempre existiu? Aff, mas quem sou eu pra achar alguma coisa, né?

Enfim, domingão taí, e são tantas as músicas que quero ver ao vivo!!! Em Buenos Aires os shows da banda foram relativamente curtos. Duraram cerca de 50 minutos, com média de 8 músicas tocadas. Olhaí o setlist:

  • Plug In Baby;
  • Resistance;
  • Time is Running Out (!!!);
  • Feeling Good;
  • Uprising(!!!!!);
  • Starlight;
  • Stockholm Syndrome; e
  • Knights of Cydonia(!).

No segundo show incluíram ainda o hit Black Holes an Revelations, que até então não havia sido tocada nos shows da América Latina. Tomara que a toquem aqui no Brasil também, né? Gente, e tipo: cadê Undisclosed Disares? Eu queroooooo! hahaha

A seguir, listo algumas das minhas músicas preferidas, separadas por disco, junto com os devidos links pra quem não conhece e estiver afim de conhecer:

Disco AbsolutionEndlesslyButterflies and HurricanesTime is Running Out

Disco Black Holes and RevelationsExo-Politics, Knights os Cydonia, Starlight

Disco The ResistanceUprising, ResistanceUndisclosed Desires, Unnatural Selection

Ai gente, agora é esperar domingo chegar pra gente ser feliz!

E Eu Que Te Pergunto: Te vejo no Morumbi domingo? É nóis galeraaaaaaaaaa! #mode empolgação turning off now! hahaha

Voltar ao início

No esquenta: U2 e Muse em Sampa!

5 abr

Depois de todo o perrengue madrugadas adentro para conseguir comprar os ingressos, está chegando a hora!

Essa semana vai acontecer, finalmente, o show do U2 em Sampa, com a abertura de Muse!

U2 é daquelas bandas dinossauros, que dispensa comentários, né people? O pop de Bono faz muita gente lembrar de muita coisa! Haja história e posts pra falar deles, que já são “patrimônio da música mundial” (oi? existe isso?)! hahaha

Bono Vox tem sempre iniciativas humanitárioas louváveis, e pra essa turnê um setor especial foi montado além dos setores de cadeira e da própria pista, já velhos cohecidos de quem frequenta shows de estádio. Esse show não tem área vip, mas tem o REDZone!!! Os 800 ingressos dessa área custam nada mais nada menos que 820 reais, e sem direito a meia entrada. Isso porque o setor foi criado para ajudar o Fundo Global de combate a AIDS, na África e, sendo assim, toda a renda arrecadada com a venda especificamente desses ingressos será encaminhada para lá.

A banda é famosa por suas megaproduções e dessa vez não será diferente. Com o nome de U2 360° Tour, a turnê foi assim nomeada por causa da configuração do palco em relação ao público. Este será cercado pelos fãs em todos os seus 360°! É isso mesmo, o palco não terá costas e Bono poderá interagir com fãs de todos os lados! S-U-R-R-E-A-L! Dá só uma olhada nessa foto do show deles em Buenos Aires, retirada no próprio site do U2…

PU*%$##*!!!!!!!!!!

Sem maiores enrolações, a turnê chega ao Brasil neste sábado (!), dia 9 de abril, no Morumbi, em Sampa. Teremos ainda mais 2 shows em seguida, nos dias 10 e 13. Esses shows foram marcados depois do primeiro, de tanta procura por ingressos. Sério gente, foi tipo sorteio de loteria! Na época o Twitter tava fervilhando de indignação por parte das pessoas que tentavam e não conseguiam comprar os benditos no site da Tikets For Fun de jeito nenhum!  #ticketsfromhell. Como eu consegui os meus, não vou meter mais o pau não, né?

E se você está se perguntando “Poxa, porque só São Paulo? E Rio? Curitiba?” Galera, presta atenção na estrutura do palco. Imagina desmanchar isso tudo e montar em outra locação? Muito trampo pra pouco tempo disponível!

Pra quem não tem ingressos ou quer tentar trocar o seu, achei esse site que pode ajudar de algum jeito.

Segue também o site oficial. Lá você encontra fotos, vídeos e agenda da turnê. Vale o clique pra empolgar antes do show!!

Dia 10 tamo lá, no Morumbi, de pista, com nossa capa de chuva (porque tamo em São Paulo, né?), e nossa garganta, pra gritar muito e ficar rouco!

Sem falar que vem também Muse(!!!), o próximo post vai ser especialmente pra esta banda, que vem sendo uma das minhas favoritas nos últimos tempos.

E agora Eu que te pergunto: Uhuuuuu!!!, já comemorou hoje a proximidade do show? hahaha

Voltar ao início

Na Ciclovia de São Paulo!

4 abr

Morar em cidade grande e resolver sair pra dar um rolê de bicicleta pode ser uma tarefa bem complicada, tarefa essa que se torna quase impossível em um dia comum na maior cidade da américa do sul, com suas dezenas de quilômetros de engarrafamento diários, né? É quase que estar pedindo pra ser atropelado pelos gentis motoristas que, muitas vezes, se transformam em animais quando estão atrás do volante! hahaha

Só falo uma coisa: tá tá cada vez mais difícil ser saudável praticando esporte ao ar  livre (devidamente poluído). É medo de ser atropelado, roubado, pisar e/ou cair em buraco… tipo aqueles joguinhos de Atari, sabe?

Verdade é que o negócio é ter persistência e procurar algum esporte que te agrade, te ajude a relaxar e desestressar do dia-a-dia caótico e que seja praticável, né povo?! #otimismo feelings

Esse final de semana a gente tava assim, resolvido a fazer dar certo o programa saudável e decidimos tirar as teias de aranha que estavam se formando nas nossas bikes e explorar (até que enfim) a ciclova de São Paulo.

Os ciclistas devidamente cheios de parafernália!

A ciclovia é ótima! Toda ela possui duas faixas, sendo uma de mão e outra de contra-mão. Nada daquelas coisas mais ou menos, de gente indo e vindo na mesma faixa, onde você passa ódio de ficar quase trombando nos outros de tão apertado e cheio. Falo porque foi super tranquilo de andar, mesmo com alguns pais e crianças pequenas. Andar na ciclovia é também programa de família! Palmas pra organização de São Paulo, a coisa é mesmo profissional! Mais uma ótima descoberta aqui!

Todo o trajeto é super bem sinalizado, com placas e pintura especial no chão, além de ser totalmente isolada por cones das demais faixas utilizadas normalmente por carros. Em todos os cruzamentos existem pessoas (auxiliares? monitores? assistentes???) controlando o fluxo  para evitar acidentes e auxiliando os ciclistas caso haja necessidade. Por mais super organizado que seja não tem jeito de interromper todos os cruzamentos por onde passa a ciclovia, né people? A cidade tem que andar!

O que eu achei mais legal é que a ciclovia tem um percurso bem grandinho e não está limitada a um só parque, como acontece muitas vezes. Ela de fato integra vários lugares da cidade e proporciona uma manhã de domingo bem legal! No meu caso, acabei conhecendo de fato um pouco mais São Paulo, porque, de taxi, não consigo prestar muita atenção no percurso e acabo não entendendo a cidade,  o que é mais fácil de fazer quando você está dirigindo ou à pé.

Definitivamente essa ciclovia é um ótimo exemplo pras outras cidades, acho que todas elas deveriam ter uma assim! Tipo, é investir na qualidade de vida da população, gente! #abaixo assinado?

Verdade seja dita. São Paulo é bem mais plana que BH (minha cidade natal), o que facilita a prática do esporte por pessoas enferrujadas e sem preparo físico (aló, tô falando de mim!). Mas, ter alguns morros pra subir ajuda a melhorar nosso condicionamento! E tudo que a gente sobe, depois tem que descer, né? Aí é aquela hora de descansar, parar de pedalar e curtir o ventinho na cara! E aí, te animei? Tá esperando o quê? Bora pedalar, que aqui em Sampa a gente num tem as trilhas de BH mas temos a ciclovia pra aliviar!!! Hahaha

Então, bora arrumar capacete e luvas, porque proteção nunca é demais e, é claro, uma bermuda de bike pro bumbum não sofrer demais (sim, é feio e esquisito, mas já falei que proteção nunca é demais!).

A Ciclofaixa, como é conhecida aqui em Sampa, funciona sempre aos domingos das 7h às 14hrs e seu trajeto foi feito de forma a ligar 4 parques da cidade: Ibirapuera, Villa-Lobos, Parque das Bicicletas e Parque do Povo. São quase 30km de percurso pra gente se esbaldar de pedalar e aproveitar!

Para mais informações da ciclovia de Sampa, é só clicar aqui.

Agora Eu Que Te Pergunto: E você, curte pedalar? Se não é desse esporte, qual gosta de praticar? Deixa aqui a sua dica pra gente!

Voltar ao início

Seo Gomes!

1 abr

Apresento a vocês, o Seo Gomes!

Tem coisa melhor do que num dia muito quente, com aquele solzão, sentindo um calor absurdo, avistar um boteco, sentar e tomar uma cerveja gelada? #visãodoparaíso, né meu povo?

O calorão e a Sra. Júlia só na sombrinha... aleluia!

Então, dia desses a terra da garoa oi, cadê a chuva? tava assim, solzinho rachando na cabeça. Com esse climinha especial bateu foi aquela saudade de BH e dos seus botecos. Tava tendo até visão gente, sério. E aí que eu e o marido estávamos caminhando e avistamos esse lugar que, literalmente, fez o nosso dia.

Esse bar tem uma pegada meio lusitana e disponibiliza em seu cardápio vários pratos com bacalhau, entre outras delícias, como polenta frita, linguiças, croquete de picanha no espeto, lula a dorê… tudo da melhor qualidade! Além das opções de pratos no cardápio, o bar possui um buffet a granel de petiscos, que também parece ser super apetitoso!

Além do cardápio estar super de acordo com o que estávamos pensando em comer, com várias opçnoes super gostosas, o lugar é famoso pelo “ponto” do seu chope Brahma, super gelado e cremoso! E além disso, oferece aos seus clientes também o chope Black da Brahma, que é uma coisa de outro mundo! Conhece?

A ambientação é bem legal e lembra vários butecos mais arrumadinhos de BH, dá só uma olhada! (pra ver grandão, é só clicar na imagem)

Bom, a gente optou por comer os bolhinhos de bacalhau e depois, para o almoço propriamente dito, escolhemos o prato “Frigideira de Arroz Ora pois”, que é nada mais nada menos que um risoto com linguiça toscana, filet mignon, couve e feijões vermelho e branco. Put#$%&*#@@, é bom demaaaais! Nossa, só de lembrar fiquei com água na boca!

A tal "Frigideira de Arroz Ora pois"

Os preços são justos e eu, bem, eu já tô arrumando uma desculpa pra voltar lá e experimentar outros pratos! hahaha

Endereço: R. Gomes de Carvalho, 1214. Vila Olímpia, SP. Se quiser ver o site do bar, clica aqui!

Eu Que Te Pergunto: esse bar te lembrou algum outro bar? Se for um bom bar/restaurante, dá a dica pra gente!

Voltar a início

Visitando o SPFW!

16 fev

Pra quem não é do mundo fashion, é bem difícil conseguir participar de eventos de moda pra num dizer impossível. Isso porque na maioria das vezes o acesso é restrito para quem trabalha na área e/ou para convidados dos participantes.

No caso do SPFW as coisas são um pouco diferentes. As marcas que desfilam têm seus convidados (é lógico, neah?!) e as empresas que patrocinam o evento têm seus espaços personalizados e também dispõem de convitess. Para nós mortais termos acesso ao evento, só de uma forma: ou conhecendo alguém participante do SPFW ou através de sorteios realizados no Twitter e sites que têm alguma ligação com o evento (ex.: C&A, Oi, GNT, O Boticário, entre muuuitos outros!).

Eu tentei de várias formas e, no final quem salvou foi o marido publicitário que trabalha em uma agência que atende a C&A e descolou 2 convites pra gente.

Obaaaa!

O convite da C&A

Conseguimos os convites na segunda-feira e, uma vez que perdi o Ashton, que “desfilou” no domingo, droga! a gente resolveu ir na terça, dia que a Christina Aguilera ia  lançar sua coleção para a C&A no evento. A entrada da Bienal ficou sensacional gente! Uma passarela enorme em madeira e um espelho d’água nas laterais (esse espaço foi usado no último dia pro desfile da Cavalera, você viu?).

Olha eu lá, adentrando o SPFW!!!

Passada a entrada a gente chegou no átrio do evento, que era o espaço comum do SPFW. Todo mundo que tinha acesso a Bienal podia visitar essa área. Ela tinha uns espaços bem interessantes: lojinha, lanchonete, telão para assistir aos desfiles e os estudios do GNT! Ai gente, muito legal… a gente via a Lilian Pacce apresentando o GNT Fashion, assim como a Patrícia Koslinski, Chris Nicklas e a fofinha da Sarah Oliveira dando entrevista!

Eu tinha visto vários blogs falando de um tanto de lounges (dos patrocinadores) do evento e aí, ao chegar lá… surpresa! Para ter acesso a todos os espaços só tendo convites de cada um ou sendo da imprensa… legal, né? Até entendo o lado dos patrocinadores, mas não pude deixar de ficar decepcionada com isso. Como a gente tinha convites da C&A, esse era o único espaço possível de visitar. Essa era a boa notícia. A má notícia é que, como no dia a Christina Aguilera tava lançando sua coleção para a C&A esse era o lounge mais concorrido, com fila de espera gigante (!) para entrar. Até pensamos em ficar lá esperando a nossa vez se isso acontecesse antes da Bienal fechar, mas quando vimos o calor que saía do recinto desistimos na hora. Afinal, nem gosto de Christina Aguilera, kkk! Queria conhecer um lounge por dentro, mas com o calorão tivemos que deixar pra próxima vez.

Entrada do lounge da C&A

O que nos restou então foi ver de pertinho algumas pessoas da mídia que estavam por lá (ai gente, vi um tanto de gente, mas na hora morri de vergonha de pedir pra tirar foto! Ai, tenho que vencer essa timidez e já estou trabalhando nisso not!), ver os espaços comuns do evento e reencontrar o Léo Horta, nosso amigo e fotógrafo do Chata de Galocha.

Para ver grandão, basta clicar na imagem!

A lojinha do evento (Pop Up Store) tinha um tanto de coisinhas: bijouterias, caderninhos, camisetas, óculos e uns enfeitinhos que achei uma graça! Olhaí o que achei legal:

O telefone retrô, os coelhinhos de porcelana, a canequinha de soco inglês e os gnominhos transparentes!

Impala fez uma edição especial de esmaltes para o evento e lá na lojinha estavam eles, os tão desejados à venda, por pouco mais de R$20 o kit. As pulseirinhas de corrente com cordinhas coloridas não podiam faltar, já que são febre desde o verão passado, né? E, pra fechar, as tiarinhas, que também estão na moda há um tempinho, em versões superfemininas. Achei uma graça! Olhaí:

Tendencinhas à venda na lojinha do evento

E foi isso gente… nada de desfiles, preguiça do calor pra enfrentar a fila do lounge, maaaas…. fomos no SPFW! Com certeza ter acesso aos desfiles faz muita diferença para poder aproveitar o evento, mas eu, leiga que sou, consegui visitar a Bienal e desvendar alguns mistérios desse que é o maior evento de moda do Brasil.

E agora, Eu Que Te Pergunto: achou interessante? Tem alguma coisa que você queria saber que eu não falei? É só escrever!!!

 

 

Voltar ao início